Note 4 e Note Edge carregam 50% da bateria em 30 minutos

Galaxy Note 4 e Galaxy Note Edge vão de 0% a 50% de bateria carregada em apenas 30 minutos

A Samsung apresentou dia 03 de setembro em Berlim, os dois novos membros da família Galaxy Note: o já esperado Galaxy Note 4 e a grande novidade, o Galaxy Note Edge que possui uma tela “curvada” para a lateral do dispositivo.

Dentre várias características apresentadas, uma que chamou muito a atenção dos usuários é o prometido carregamento rápido das baterias que segundo a Samsung, consegue carregar a bateria de 0% a 50% em apenas 30 minutos. Isso é pelo menos metade do tempo gasto no Galaxy Note 3. Isso é possível porque a Samsung utiliza o Adaptive Fast Charging e o Quick Charge 2.0 da Qualcomm, que até o momento vem sendo utilizado por pouquíssimos dispositivos.

Carregamento de bateria rápido no Note 4 e Note Edge

Note 4 e Note Edge: bateria vai de 0% a 50% em 30 minutos(Foto; Reprodução / Samsung Tomorrow)

Lembrando que a bateria do Note 4 é de 3220 mAh, um pouco maior que a do Note 3 que é de 3200 mAh, mas mesmo assim, esperamos que a Samsung mantenha no Note 4 a longevidade da bateria do Note 3 porque o display Super AMOLED deve ter melhorado ainda mais a sua eficiência e, esta melhora deve vir com o Snapdragon 805. Na verdade, a Samsung promete que o Galaxy Note 4 terá um aumento de até 7% na longevidade da bateria em relação ao seu antecessor.

Em relação ao Note Edge, mesmo com a capacidade da bateria sendo menor (3200 mAh), esperamos também um acréscimo na longevidade, pois utiliza a mesma tecnologia do Note 4 e com a novidade da tela dobrável, não será necessário iluminar toda a tela para visualizar as notificações e outros recursos que aparecem nas parte dobrável da tela na lateral do aparelho, permitindo (espera-se) uma redução no uso da bateria.

Como sabemos, os dois aparelhos tem uma tela grande em torno de 5,7 polegadas e a tela é justamente um item que costuma consumir bastante a bateria. Mas somente o uso prático do dia a dia vai mostrar como será o comportamento e qual impacto terá na vida da bateria nos dois dispositivos. Vamos aguardar a chegada dos aparelhos nas lojas.

 Via Phone Arena

 

 

 

Profissional de TI e Estatístico. Já exerceu várias funções em empresas públicas e privadas. Atuou como programador, analista de sistemas e atualmente é Gerente de Desenvolvimento. Trabalha profissionalmente com TI desde 1984 e com Internet desde 1997. Idealizador do TecnoDroid.com.br e colaborador do TechTudo, portal de tecnologia da Globo.com.
Compartilhe este post.
Deixe um comentário ou Assine nosso RSS.

Deixe um comentário